TopGear.com: Será este o melhor simulador de F1 do mundo?

670x377Image

Numa sala escura que me faz lembrar o cenário do filme Blade Runner, um genuíno piloto de testes de LMP2 chamado Thomas faz algumas perguntas estranhas. “Você está em forma? Comeu recentemente? Precisa ir ao banheiro?”

Não exatamente. Não me lembro. Não precisava até agora.

“O volante pode ficar até 70kg mais pesado nas curvas e o pedal do freio fica até 200kg mais pesado em velocidade de corrida. Você também experimentará cerca de 2G de força lateral nas curvas, então você precisa estar em forma para controlar o carro.”

“E se você comeu alguma coisa, é melhor esperar um pouco – cerca de 4% das pessoas vomitam. E não olhe para as telas laterais. Elas projetam 300 quadros por segundo para passar a sensação de velocidade, e elas fazem algumas pessoas se sentirem mal. Isto também pode fazer você querer… usar o banheiro.”

670x377Image

Estamos na I-Way em Lyon, França. É um complexo de R$14.2 milhões, lar de simuladores profissionais de corrida que juntos custam R$14.2 milhões. Há 18 deles no total – seis carros de F1, seis carros de rali e seis carros de “endurance” – e todos são únicos, além dos simuladores da Ferrari World em Abu Dhabi.

E eles não são apenas um brinquedo de parque de diversões – a aparência é perfeita. Três salas acomodam cada grupo de seis “consoles”, todos baseados em carros de verdade.

670x377Image

A área de F1 tem seis simuladores BRD, que são muito parecidos com o Toyota TF108 de 2008. Eles possuem um chassi monocoque feito de um composto de fibra de vidro e de carbono, volante removível, assento Nomex de F1 e cinto de seis pontos.

A sala de rali também tem seis modelos igualmente convincentes. São carrocerias genuínas de Citroen C2 pegas da linha de produção (sem o motor) e modificadas para parecem-se com carros da Junior World Rally Championship. E tem os carros de “endurance” – eles têm um chassi Dallara de verdade com as carrocerias feitas a partir de um molde do Pescarolo C60 Courage.

670x377Image

Por baixo, cada carro está preso a uma plataforma eletrônica Cruden Hexatech que permite seis ângulos de movimentos, que jogam os carros para todo tipo imaginável de direção para criar a sensação de inclinação, mudança de rumo e rotação quando o motorista acelera, freia e faz curvas.

Isto, então, é coisa séria. E poderia explicar por que fomos forçados a usar um macacão de corrida, calçados de corrida bobos aprovados pela FIA e por que nossos instrutor, Thomas, é bem qualificado para explicar o funcionamento de algo que é, aparentemente, um videogame.

Ele termina a obrigatória reunião de 10 minutos e nos leva para o que ele considera a coisa mais próxima a um carro de F1 que um humano comum pode comandar…

670x377Image

Após ter entrado no cockpit, seis braços hidráulicos gigantes jogam-me 72 centímetros para cima com uma força alarmante. Contemplando três enormes telas de TV, Thomas ajusta os dois pedais – um para acelerar e outro para frear – ajusta o cinto e diz: “Este é o botão de emergência. Pilotar estes simuladores pode ser desconfortável – se ficar muito desconfortável, aperte este botão e ele irá desligar.”

670x377Image

“Você tem 7 marchas, câmbio com acionamento por borboletas, nada de embreagem, 811 cavalos e nada de ABS. Isto comporta-se como um Fórmula 1 de verdade, então tente encontrar o traçado mais curto nas curvas, freie com força, acelere com força e tente não bater.”

Não sei se foi o preâmbulo convincente ou o fato de eu estar sentado numa réplica de F1 muito convincente, mas estou um pouco apavorado.

670x377Image

Ouço muito bipes, então os 100 decibéis claros e ensurdecedores do som do motor são repoduzidos diretamente na minha cóclea. Ao mesmo tempo os tentáculos hidráulicos, que foram originalmente projetados para simuladores de treinamento de vôo, gentilmente massageam meu cóccix enquanto a tela carrega.

Estamos andando na pista de corrida – pode-se escolher dois circuitos, este (que não é baseado numa pista de verdade – as licenças são caras demais) e um traçado lunar com gravidade reduzida – e estamos prestes a embarcar em três minutos de classificação antes da nossa corrida de sete minutos.

670x377Image

Após uma tela branca ofuscante, as telas revelam a qualidade gráfica da I-Way. É convincente, mas não possui a riqueza de detalhes de um Forza…

Mas este lugar não foca apenas na visualização – a aliança entre o que se vê e o que se toca é fantasticamente realista. Você se sente um pouco desconfortável. É barulhento demais. E tudo é extremamente intimidante.

670x377Image

As luzes de largada ficam verdes, você toca no acelerador, e o carro inteiro move-se para trás. Troque de marcha e você sente um “chute” forte na parte de baixo das costas, e as batidas são incrivelmente horrendas, como imaginamos que devam ser na vida real.

Quando a frente do carro encontra a barreira de proteção, a plataforma joga a frente do carro para o chão, empurrando seus ombros contra o cinto. Junto com a plataforma lançando-o para uma rodada simulada, as telas lançam toda a sensação desconcertante e nauseante aos seus olhos com tal realismo que você passa a acreditar na preocupação do Thomas quanto ao vômito.

670x377Image

Para o bem e para o mal, ele é perfeitamente envolvente. E o mesmo pode ser dito para os simuladores de rali e de LMP1. Mas o mais impressionante é ver com seus próprios olhos após ter experimentado – os ângulos que cada carro alcança na plataforma não parecem ser nem um pouco extremos quando você está realmente “dirigindo” o carro. Isso, claro, é um claro indicador de um simulador bem-sucedido.

670x377Image

Então, quanto custa esta sensação tão próxima de dirigir um Fórmula 1? E arriscar rever seu almoço uma segunda vez?

Três minutos de classificação e sete minutos de corrida num carro de F1 custa R$213,00 enquanto os preços para os carros de rali e LMP1 saem por R$177,50.

É caro.

Mas não chegam nem perto da Lotus T125 de R$1.8 milhão que o Jeremy guiou na 17º temporada. E Jean Alesi não brincará com seus genitais.

Para saber mais, visite o site da I-Way.

Fonte: TopGear.com
Tradução: John Flaherty

About these ads

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 14/03/12, em Matérias traduzidas, News e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 10 Comentários.

  1. Carbonera

    10 minutos R$213,00??! :O
    Imagina se gastasse freios, pneus, combustível… uahuahuahauhaha

    Mesmo assim eu pagaria! hehe

  2. MUITO LOCO

  3. Mais as passagens de avião até a França, mais hotel… Sou mais pagar para ir até a Alemanha, alugar um carro e mandar ver em Nürburgring. Mas para um simulador, esse parece incrível.

  4. Em Maranello, por cerca de R$200,00 você dirige uma Ferrari de verdade por 10 min.
    Mas rapaz, como isso é legal!!!
    Li uma vez sobre esse simulador na CAR, existe uma quantidade gigante de profissionais de alto escalão pra fazer um ‘joguinho’. Tinha um cara, com sua equipe, que saiam ao redor do mundo pra mapear e digitalizar as pistas reais. Como disse, o gráfico pode não ser como o do Forza, mas você vai sentir todos os solavancos que existem mesmo!

  5. Pagaria com certeza!!
    A sensação deve ser única, e também única na vida.

  6. Já esta na minha lista de coisas que quero fazer quando eu for para frança.

    Não achei tão caro assim: É uma experiência para o resto da vida.

  7. Chupa armaroli

  8. Na inglaterra voce paga o equivalente a 4000 reais e pode pilotar um carro de F1 de verdade

  9. Se eu fosse um milionario eu colocaria um simulados de rally um de f1 e um de LMP1 e contrataria a equipe para ampliar a diversidade de pistas e de gráficos como do forza,mas se fosse esse o caso eu contrataria já os designs do forza só para eles passarem os graficos para o simulador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 394 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: