Clarkson e um dilema executivo

Large Image

Juro que não consigo imaginar porque alguém iria querer um sedã executivo, mas se você decidir que quer um, você tem quatro opções. O novo Audi A6, o Jaguar XF, o BMW Série 5 e o Mercedes Classe E. Eles são o arroz com feijão do mundo automotivo e todos são excelentes. Então como escolher um entre eles?
Se você é um taxista em Genebra, você escolherá o Merc, claro. Mas e se você não for, o que você faz? A indústria automotiva teve mais de um século para aprender a fazer um sedã, e ela o fez. Então todos os quatro são confiáveis, econômicos, bem equipados e possuem motores, suspensões e preços parecidos.

Escolher entre eles é como escolher o local para sua lua-de-mel. Agora que as Seychelles só servem para quem quer saber qual é a sensação de ser comido por um tubarão, você pode escolher entre quatro ilhas paradisíacas. O Caribe, as Maurícias, as Maldivas ou o Taití. E como escolher entre elas?

Não adianta olhar em guias turísticos, já que eu não me surpreenderia se todos eles usassem a mesma foto da mesma palmeira para ilustrar cada uma delas. É a mesma coisa com as modelos. Elas estão sempre usando linho, e são sempre mais magras do que as pessoas que você encontra em um verdadeiro resort de lua-de-mel.

Os guias também passam a mesma imagem das noites românticas em uma mesa para dois montada na praia especialmente para vocês. Permita-me revelar uma coisa sobre comer na praia à noite. Não é romântico. Venta muito. E não há nada nesse mundo de Deus que mate nossas necessidades testosterônicas tão dramaticamente quanto isso. Porque sua nova esposa ficará parecisa com Worzel Gummidge, e tudo que você colocar em sua boca estará cheio de areia. Até mesmo sua nova esposa.

E aí tem o mar. Ele está sempre lindo nas fotos, todo turquesa e calmo e adorável. Mas nunca estive em um feriado na praia onde alguém não emergisse da água gritando de dor.

Normalmente, a pessoa pisou em um peixe-pedra, que como todos sabem fará com que alguém metido a sabichão que estiver por lá mostre sua “salsicha” e se ofereça para urinar no ferimento. Novamente, isso é muito ruim em uma lua-de-mel. Especialmente porque a urina não ajuda em nada. Você precisa é de vinagre, o que fará com que sua noiva fique cheirando a restaurante.

Os piolhos-do-mar também são ruins. Eles são quase invisíveis, mas você saberá que nadou entre um cardume deles quando, de repente, você se sentir como se estivesse em chamas. E nem chegamos a falar das raias que gostam de te espetar direto no coração, e das águas-vivas. Seja picado por uma dessas, e na praia tantas pessoas se oferecerão para mijar em você que te farão sentir-se em um filme pornô alemão.

A pior coisa no mar, no entanto, são os recifes de coral. São uma maravilha nas fotos, e você já se imagina mergulhando entre eles por elas, olhando os peixes e todas as cores bonitas. Eu gosto de fazer isso, também. E é por isso que eu sei que em um determinado momento você irá acidentalmente esbarrar em algo aparentemente inofensivo, e a coisa irá tentar de matar.

Até mesmo coral morto e letal, porque se você se furar em um desses, o ferimento nunca irá cicatrizar. Lentamente você sangrará até a morte. Eu mesmo sofri um pequeno corte em 1984, e ainda não parou de sangrar.

Para afastar sua mente dos muitos perigos e do grande desconforto que se encontra na praia, muitos hotéis gostam de oferecer itens de luxo idiotas que parecem ótimos no papel, mas não funcionam muito bem na prática.

Por exemplo, recentemente fiquei hospedado no Taití em uma daquelas cabanas construídas sobre palafitas em um lago. Eu poderia escolher a forma como meu café da manhã seria entregue – ele poderia ser trazido por alguém que viesse a pé pelos corredores ou poderia ser levado até mim por um homem em uma canoa.

Escolhi a canoa, e não sei bem o porquê, porque se parar para pensar, é impossível entregar um café da manhã assim.  Especialmente se as ondas tiverem mais do que cinco centrímetros de altura. E elas tinham. O pobre homem fez de tudo para manter a água salgada longe dos ovos mexidos e as pétalas de rosa lo lugar, mas como ele também precisava remar, ele precisaria ter as peculiaridades anatômicas do deus Kali para ter a mínima chance de conseguir.

Estou em uma posição afortunada o suficente para ter ficado em todas as quatro mais populares opções para lua-de-mel, e posso dizer que embora cada resort ofereça um pacote ligeiramente diferente – nadar com golfinhos, ter seu café entregue por um hovercraft, e por aí vai -basicamente todos oferecem a mesma coisa. Pétalas demais, velas demais, muitas queimaduras de sol e uma quantidade de vegetais longe do suficiente.

O que nos trás de volta a Audi, BMW, Mercedes e Jag. Para tentar te conquistar, o Audi pode vir com um sistema que vibra levemente o volante se detectar que você está escapando da sua faixa na pista. Era isso que estava faltando em sua vida todo esse tempo? Bem, como ele só funciona abaixo de 64 km/h, acho que não.

O BMW, por sua vez, vem com um sistema de navegação que oferece uma vista da área ao estilo Google Street View. É o bastante para te convencer? Não tenho certeza, já que ele só seria de fato útil caso funcionasse em escala de 180 metros, mais ou menos. Mas ele não funciona. Se você aproximar a imagem até conseguir ver na tela o que está vendo pelo para-brisa, a imagem se torna um mapa comum. Faz sentido?

O Mercedes, claro, possui um recurso muito bom. Você conseguirá vendê-lo para um homem cujo emprego é levar Dale Winton até o aeroporto. Mas isso é um motivo bom o bastante para se comprar um carro?

O Jag? Bem, diabos. Essa coisa agora vem com um botão giratório no lugar da alavanca de troca de marchas. E não era isso que você esperava a vida toda? Quantas vezes você entrou em seu carro e pensou: “Tsc. Odeio essa alavanca de câmbio. É tão estranha.” Nenhuma? Eu também não.

Receio que se você escolherá entre esses carros da mesma forma que eu escolho onde vou passar o feriado. No Caribe. Por quê? Porque eu gosto de lá.

E o carro? Eu ficaria com o BMW, porque o capô é bonito.

Exceto que eu não vou ficar com nenhum. Porque enquanto o sedã executivo se desenvolveu ao longo dos anos até ficar tão perfeito quanto pode ser, ele tambpem ficou chato e previsível. É muito melhor comprar um hot hatch ou um SUV ou algo um pouco mais aventureiro. Da mesma forma que se você estiver escolhendo um lugar para passar a lua-de-mel, é muito melhor ir para Capri.

Por quê? Porque ninguém vai.

Fonte: Top Gear Magazine (Novembro/2011)
Tradução: Dalmo Hernandes (Jalopnik Brasil)
Revisão e postagem:
John Flaherty

Toda Segunda-Feira, traremos artigos escritos por Jeremy Clarkson, falando sobre vários tópicos, quase todos sobre carros. Fiquem ligados.

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 21/11/11, em Jeremy Clarkson, Matérias traduzidas, News e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 12 Comentários.

  1. Excelente! Adoro os textos do Jeremy, pois ele sempre faz várias comparações muito loucas e ao mesmo tempo idênticas! =D

  2. os textos do jeremy são sempra mais engraçados =D

  3. Ele disse que é para irmos onde ninguém vai.então tá.beleza…..

  4. mudando um pouco o assunto, alguem sabe como se faz para ver os videos do fisrtgear???
    em especial o episodio das caminhonetes (top gear america).
    Se alguem poder ajudar agradeco

  5. Os textos do Jeremy sempre tem essas coisas mesmo.

    Lembro de um que ele ficou a coluna inteira falando sobre canhotos, apenas para no fim dizer que uma alavanca do Série 7 estava na posição errada…

  6. Pedro Henrique

    Falando no diabo, alguém já fez a legenda do powered up? acabei de baixar, até consigo ver em inglês mas as vezes as piadinhas e algumas peças especificas fica difícil sem olhar no dicionário… hahaha!

  7. Uma pergunta, Voces não estão legendando mais os outros episodios?
    as outras temporadas?
    Queria tanto assistir a 11° mas não acho as legendas…
    Tem previsão das novidades?
    Saudades dos tres patetas!!

    • Os caras nem pra responder uma simples pergunta….
      E aí galera, vai ter episodio legendado ou não?
      Acabou o blog por acaso?
      Esqueceram da gente?
      Eita “pós venda ” viu???
      Por causa dessas e de outras que nada vai para frente nesse pais, depois que conseguem uma certa divulgação, param de investir…. Pena, pois esperava mais de voces, ao menos respeito para responder simples perguntas….

      • Vamos postar mais episódios, mas as coisas estão complicadas para todos nós neste fim de ano, então pedimos paciência.

        O blog não acabou.

        Não esquecemos de ninguém.

        E não somos concessionária para tratar de “pós-venda”.

        Infelizmente, só podemos pedir paciência, pois não é uma tarefa fácil. Ainda mais quando todos temos que trabalhar para sobreviver, ou estudar.

        • Olha como a resposta veio rápido heim??? Caramba!!
          O que quis dizer com “Pós venda” (Que estavam com Aspas, Não sei se você reparou ou se sabe o que significam??) Foi no respeito ao consumidor, cliente, espectador…. Enfim. Pós-venda é saber cativar e cultivar as pessoas, logo após a entrega, fim do trabalho ou conclusão de algum tipo de serviço ou benfeitoria, assim fazendo carta de clientes, fidelização com o mesmo e obtendo recomendações, indicações e consequentemente aumentando lucros ou visualizações, que é o seu caso. E isso é Imprescindível, seja com concessionária, com panificadora, blog, ou borracharia… E é isso que esta faltando aqui, pois antes no YT, que era você “sozinho”, tinha mais de 100 vídeos, agora que existe uma “equipe” e vocês estão tendo acessos, ascensão, “fama”, estão cometendo o pecado do “pós venda”… Será que alguém aí no blog faz ou conhece Gestão?
          Pois é isso que está faltando, pois na hora que você se compromete a prestar serviço, você da brecha e direito a elogios e/ou reclamações.
          Enfim é o que eu acho.
          E com certeza muitos que vinham aqui acham, pois é ruim ficar só na expectativa e ouvindo sempre essa história de “fazemos isso ou aquilo então não temos tempo”. Se não tens tempo amigo, desista ou deixe outro fazer o trabalho, e fazer bem feito. OK?
          Pois quem faz mal feito faz duas vezes. E se não tens tempo para seu hobby, então ele já deixou de ser um hobby.
          Não querem fama? Não querem ascensão? Então trabalhem para isso.
          OK?
          PS: Tomem isso como uma critica construtiva…

          • Não se preocupe, homem. Novos episódios virão.

            E muitas outras mudanças também. Percebemos que estamos evoluindo em público e não paramos, só que é coisa por trás do que aparece. Não temos experiência com isso, fazemos por diversão mesmo, por isso pedimos que continuem acompanhando, logo tudo volta ao normal. Não levamos a mal seu comentário, é legal ver que o pessoal quer que a gente continue. Incentiva e dá mais moral.

            Entenda que fim de ano é corrido pra todos, temos provas finais, milhares de trabalhos, dezenas de projetos, viagens e, além de tudo, cada um tem sua vida. Se fôssemos unicamente dedicados ao blog, estaria tudo perfeito, mas não é bem assim.
            Como nós aceitamos sua crítica, espero que aceite nossa resposta e continue acompanhando o site.

            Tem ótimos episódios no caminho e se você ou algum conhecido dispor de tempo e vontade pra ajudar, tem um link lá em cima escrito ‘Sabe Traduzir?’.

            Um abraço.

  8. BullittKowalski

    É como se comprar um Celta fosse ir pra Praia Grande.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: