James May e como economizar combustível

1-8_Lotus_Elan_Diamond_Cars_02

Se você quer ajudar a cortar a conta de combustível da nação, jogue fora o macaco e esvazie o porta-luvas. Mas e quanto aos bancos?

Como eu já disse antes, o único modo efetivo de lidar com a crise do preço do combustível é uma greve. Todos que usam um carro, uma van, um caminhão de lixo, uma moto, uma pequena aeronave, ou um carrinho cortador de grama, têm que simplesmente parar.

Os ambientalistas ficariam muito satisfeitos, é claro – por um ou dois dias. Mas então os efeitos da greve iriam atingi-los aonde doeria mais neles. O fornecedor local de cogumelos shitake e nhoque secaria. A energia elétrica logo desapareceria. O Banco Central iria falir em uma semana e então o preço do combustível desceria. Simples assim.

Enquanto isso, nós somos incentivados a economizar um pouco de combustível através do escritório de dicas úteis de direção econômica. A melhor que eu já li, foi algo como “não use seu carro”. Isso é derrotista, e empregando o mesmo pensamento, eu posso aparecer com algumas formas simples para combater o crescente preço das comidas.

Em outros lugares, a maioria dos conselhos baseia-se em redução de peso. Estatisticamente, a pequena diferença que esse tipo de coisa faria pode ser demonstrada na redução da conta coletiva de combustível da nação em trilhões de libras, mas para você, individualmente, isso equivale à raiz quadrada de “nada”.

Sendo mais direto, economia de peso é algo que deveria ser feito quando o carro foi projetado, não uma vez que você está sentado dentro dele.

Recentemente, eu tive que remover o banco do motorista de uma Mercedes. Eu fiquei impressionado com o quanto ele pesava. No começo eu pensei que tinha esquecido um parafuso de segurança velho, mas então eu percebi que ele era simplesmente muito pesado para uma mera personalidade da TV levantar.

Não há desculpas para bancos pesados. Eles não só estão adicionando peso desnecessário e, portanto, gastando seu dinheiro, como também são muito densos, e em um dia quente retêm calor como as pedras da Arena de Verona. Por que um assento não pode ser cheio de furos ou amarrados como uma raquete de tênis?

Peso, de fato, é a raiz do todo mal automotivo. Um carro pesado irá requerer mais potência para certa taxa de aceleração, e irá desgastar mais a pastilhas de freio (e na verdade combustível) quando estiver desacelerando.

Mais importante, o efeito do excesso de peso é agravado quando se passa por uma curva, quando a inércia torna-se um problema. Um carro leve irá requerer menores (e mais baratos) pneus para uma determinada velocidade em curva, será mais ágil, e vai retomar a velocidade mais rapidamente.

Mas carros ainda são muito pesados. Versões leves de supercarros, além de custar mais quando oferecem menos material, é somente metade do caminho para alcançar o tipo de peso baixo que o carro original deveria ter.

Meu avião de dois assentos, apesar de ter uma envergadura de 9,7 metros e ser movido por um desajeitado motor 6.0 litros, refrigerado a ar e com quatro cilindros deitados, pesa 583 kg, enquanto um minúsculo MX-5 de dois lugares carrega o dobro disso. Então parabéns à BMW por seu carro conceito Gina feito de tecido. Com um pouco mais de criatividade ele poderia até voar.

Já que mencionei o MX-5, nós também podemos falar sobre a inspiração original dele, o Lotus Elan 1962. Aquele carro esportivo de dois lugares, considerado por alguns como o mais divertido já feito, pesava só 680 kg.

Colin Chapman acertou em cheio quando ele disse que nós deveríamos “adicionar leveza”, mas parece que ninguém o escutou também. Eu sei que alguns de vocês irão querer escrever e argumentar que isso iria matar você em uma batida, mas vamos usar um tipo de abordagem moderna e pragmática do tipo “não use seu carro” para esse argumento. Não tenha uma batida. Simples.

O Elan me deu uma ideia para uma campanha para convencer os fabricantes de carros a considerar o peso como um inimigo. Infelizmente, eu estou sem espaço, então isto terá que esperar até a próxima semana. Só posso dizer que aqui está uma chance para alguém em um galpão mostrar ao resto do mundo o caminho a seguir.

E que dá para lucrar com isso.

Fonte: The Telegraph (Junho de 2008)
Tradução: Fabrizio Allora Roweder

Toda Terça-Feira, traremos artigos escritos por James May, falando sobre vários tópicos, quase todos sobre carros. Fiquem ligados.

Anúncios

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 19/12/11, em James May, Matérias traduzidas, News e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. tem algum episodio que eles façam alguma coisa desse tipo? de reduzir peso de algum carro pra economizar combustível, eu sei que tem o que eles arrumam um Renault pra fazer uma volta mas rápida que um Mitsuba Evo.

    se não ficaria a sugestão pra enviar para eles hehehe

  2. Carlos Galto

    Eles fazem isso pra atravessar o deserto na África, não lembro em qual temporada, menos no Gerard, que faz tudo original, justamente por ser bem mais leve que o Lancia e o Mercedes.

  3. Bruno Zen Zortéa

    a foto se vc perceber bem é … um… brinquedo 😐 repare nas maçanetas e nas rodas de plástico

    • Bruno Parra Ramos

      Tava aqui vendo a mesma coisa! 😆

    • E é mesmo. Repare que a foto foi feita em perspectiva tendo o lotus de plastico em primeiro plano e o mx ao fundo. Observe também a granulação do piso.

  4. Renato Araujo

    Sobre a questão levantada de peso X aceleração X aderência X Potência o Nissan GT-R jogou tudo o que ele disse pela janela e consegue acelerar mais rápido que um Corvette ZR1 pesando mais e tendo um “simples” V6

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: