TopGear.com: os carros-conceito mais insanos da Lamborghini

670x377Image

Lamborghini Marzal 1967

“As pernas de uma mulher estarão lá para todos verem.” Esta foi a maior reclamação de Ferruccio Lamborghini quanto às portas “asa-de-gaivota” do conceito Marzal, que tinham vidros abaixo da linha de cintura.

Ainda assim, ele levou-o ao Salão de Genebra de 1967, exibindo o primeiro super GT de quatro portas da companhia. O que é bom. Ele também abriu caminho para o belamente horrível Espada.

670x377Image

Lamborghini Bravo 1974

Com o comedimento e moderação de sempre, a Lambo batizou o Bravo em homenagem a uma raça de TOUROS BEM BRAVOS. Ele foi apresentado no Salão de Turim em 1974, mas seu lançamento coincidiu com uma crise energética. Não exatamente o melhor argumento de vendas para um supercarro…

Mas a Lambo passou muito do design do Bravo V8 de 300 cavalos ao Countach. E gostamos muito dele, mesmo sendo impossível de estacioná-lo.

670x377Image

 

Lamborghini Athon 1980

Em 1980, a Lambo deixou toda a história da crise energética dos anos 1970 para trás e nos deu isto – um GT bem barulhento. Sem teto.

Ele era um Urraco por baixo – a mesma Lambo que James May comprou por pouco dinheiro na 7º temporada – mas tinha uma carroceria feita por Bertone, pintura semi-fosca e um painel digital avançado (para os anos 1980).

670x377Image

Chrysler Portofino 1987

Este é um tanto estranho – o conceito Portofino foi originalmente feito por Kevin Verduyn da Chrysler, mas nunca passou do estágio de modelo em argila. Então a gigante americana comprou a Lamborghini e ele foi limpo, levemente remodelado e com emblemas novos (colocaram um touro no logo da Chrysler).

Ele apoiava-se sobre um chassi do Lamborghini Jalpa – esticado em 66 centímetros para permitir a instalação de quatro assentos – e tinha portas muito estranhas. As portas dianteiras abriam como as de um Countach e as traseiras eram portas “suicidas” e abriam para cima, então ele não tinha uma soleira. Não parece muito rígido. Mas deu certo, e foi testado a 240 km/h.

670x377Image

Lamborghini Project P140 1988

Ele era para ser o modelo de entrada e para grandes volumes de vendas da Lambo. O problema era que tinha um chassi monocoque em alumínio, carroceria em fibra de carbono e um motor V10 feito “em casa” que o fazia alcançar 300 km/h, o que significa que ele ficou um tanto caro demais.

Mas ela acabou economizando no sistema de arrefecimento – o P140 sofria de problemas crônicos de superaquecimento, e o projeto acabou sendo arquivado.

670x377Image

Lamborghini Raptor 1996

Quatro meses antes do Salão de Genebra de 1996, o então CEO da Lambo, Michael Kimberly, ligou para Zagato e pediu à companhia que criasse algo “muito atraente”. Aqui está.

Por baixo do chassi em fibra de carbono tem um chassi tubular de aço, motor de Diablo VT e tração integral.

670x377Image

Lamborghini Miura Concept 2006

Pastichos retrôs normalmente são um tanto ruins, mas a Lambo acertou na mosca com o conceito Miura, que foi montado para celebrar o 40º aniversário do original.

Ele é um Murcielago por baixo com uma carroceria modificada, criada pelo designer-chefe da Lamborghini, Walter de’Silva. Mas ele não será produzido: quando foi apresentado na Palay Center For Media em Nova Iorque, o presidente e CEO da Lamborghini, Stephan Winkelmann, disse: “O Miura foi uma celebração da nossa história, mas a Lamborghini foca no futuro. Não estamos aqui para focar em designs retrôs. Então não produziremos o Miura.”

Estraga-prazeres.

670x377Image

Lamborghini Concept S 2006

Apresentando o supercarro mais anti-social do mundo – o Concept S. Desenhado pelo designer da Lambo, Coty Haviland, que provavelmente estava brigando com sua companheira na época, usa as “roupas de baixo” de uma Gallardo e foi feito para saudar os roadsters de assento único de antigamente.

O carro não é apenas um produto de uma mente frustrada romanticamente, no entanto – a parte pontuda entre as telas frontais serve como uma entrada de ar para o motor central V10 de 5 litros.

Fonte: TopGear.com
Tradução: John Flaherty

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 13/03/12, em Matérias traduzidas, News e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. lukinhas.killerinhas.killer

    Essa P140 é linda, pena que não foi pra frente!

    []s

  2. Concordo em não relançar o Miura.
    Melhor deixar os bombadinhos com aplicação de botox pra Chevy, Ford e Dodge.

  3. O Aventador J poderia entrar para essa lista.

  4. Getúlio Vicentin

    Sexto Elemento, e ai ficava perfeita a lista!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: