Jeremy Clarkson e o carro brasileiro

article-1387200-0C12EA1700000578-232_634x385

James May é um cara estranho. Ele tem um cabelo longo e que mais lembra o cabelo de um sabugo de milho, usa as mesmas blusas há mais de 20 anos, acha que todos deveriam saber como um virabrequim funciona, e acredita piamente que um Fiat Panda pode ser tão, ou mesmo mais divertido, quanto um Aston Martin DBS ou um Nissan GT-R.

Eu sempre tirei sarro dele por achar isso, embora recentemente eu tenha passado a aceitar mais essa linha de raciocínio dele – claro que eu nunca confessaria isso à ele, então que isto seja um segredo nosso.

Após termos gravado o último episódio da mais recente temporada do Top Gear, eu queria tirar umas férias. E mesmo numa era onde a tecnologia possibilita a qualquer um com uma conexão à internet e um iPad acompanhar cada passo seu, como uma mãe superzelosa ou um pai que acabou de emprestar seu carro à seu filho adolescente, eu consegui agendar um vôo para o Brasil para umas pequenas férias mais ou menos incógnito.

E por que o Brasil? Porque o Taiti está cheio de americanos obesos tirando fotos de golfinhos, metade da Europa está mendingando por migalhas para manter suas economias capengas funcionando, e o resto do mundo ainda não aprendeu a falar inglês corretamente.

Claro, você poderia argumentar que eu poderia ter viajado para a América, mas tem um minúsculo problema gigantesco: Richard Hammond está lá, gravando programas onde ele destrói trailers e tenta conseguir o maior número de multas de velocidade em um tanque do exército americano.

Então, só me restou o Brasil, simplesmente porque James e Richard não sabem como chegar lá.

Eu vou poupar-lhe da parte em que eu tive que enfrentar o check-out do aeroporto de Congonhas em São Paulo, uma das maiores cidade do Brasil, porque na verdade é como em qualquer outro aeroporto – enfadonho, estressante, e completamente inútil sobre qualquer ponto de vista – exceto pelo aparente fato dos agentes de segurança brasileiros terem sido treinados por ex-agentes da KGB especializados em interrogatórios, e passarei diretamente para o momento em que entrei num táxi até o hotel.

O táxi era parte de uma espécie de serviço premium, que aparentemente utilizava Vauxhall Astras travestidos de Vectras e modelos da australiana Commodore, mas com emblemas Chevrolet. Claro que, no fundo, era como contratar os serviços de uma prostituta, mas teria que pagar o triplo do que se pagaria simplesmente pelo fato dela apenas lidar com executivos de meia-idade sexualmente frustrados e jogadores de futebol.

Enfim, essa foi uma pequena amostra do que eu estava prestes a experimentar. Ou pelo menos, foi o que pensei a princípio. Após um breve descanso no meu quarto e uma troca de roupas rápida, eu voltei a utilizar os serviços de um outro taxista premium, chamado Fernando, que, para minha surpresa, tinha um inglês melhor que o de muitos ingleses – especialmente se comparado aos habitantes da região de Kent. Eu pedi a ele que me levasse à Hertz mais próxima.

Por que a Hertz? Bem, além do fato dela ser uma gigante multinacional, o que me inspira mais confiança (mesmo que ínfima) do que uma companhia local, eu sei que carros de locadoras quase sempre são colônias de bactérias e copos de amostra de urina, vômito e fezes sobre rodas, mas eu estava pronto para correr o risco, pois imaginava que poderia testar vários carros brasileiros num único lugar, e que estivessem em condições relativamente boas.

Eu sei que devia estar pensando em outra coisa além de carros, mas no breve momento que fui levado pelas ruas brasileiras pelo taxista Fernando, pude notar duas coisas: já vi asfalto em melhores condições em Botsuana (onde 95% das estradas são de terra batida), e que os brasileiros têm uma preferência quase masoquista por carros de cores monocromáticas.

Após uma breve viagem de táxi, cheguei à uma filial da Hertz, que ficava próxima ao hotel onde estava hospedado. Por uma incrível coincidência, o gerente desta locadora em particular me conhecia, então não precisei inventar nenhuma desculpa para testar alguns dos carros dele. Se não fosse por isso, eu me sentiria como se tivesse 15 anos de novo, tentando convencer um jornaleiro que na verdade tinha idade suficiente para poder comprar uma revista Playboy. Claro que ele concordou.

Por algum motivo, como uma espécie de coincidência cósmica, não haviam muitos modelos diferentes disponíveis no dia em que fui àquela locadora. Bom, com certeza não haviam modelos europeus. O gerente me informou que apenas três modelos eram genuinamente brasileiros: um Volkswagen Gol, um Fiat Palio e um Chevrolet Celta. Todos os três me lembram alguns modelos europeus baratos, como o Chevrolet Aveo, um carro genuinamente detestável, e o Proton Savy, um condiloma com rodas de liga-leve.

Mas, para meu espanto, eu gostei de dirigir os três carros. Tudo bem, o Gol possui um estilo sem-sal, o Palio parece um contador de meia-idade vestindo uma camisa oficial da Ferrari e estúpidos óculos da Oakley, e o Celta parece que foi feito tendo minha cabeça como inspiração; com uma cara desproporcionalmente maior que o resto do corpo. No entanto, eles pareceram bem sólidos e preparados para a realidade brasileira, onde metade de sua população parece ter que decidir entre pagar uma das 400 prestações do seu carro novo e comprar carne para o resto da semana.

Eu particularmente gostei de dirigir o VW Gol. Sob alguns ângulos, ele me faz lembrar o antigo Golf GTI, um carro que gosto tanto quanto a vontade de ver o próximo nascer do Sol.

Acho que eu deveria ter arriscado uma viagem para a América, mesmo correndo o risco de encontrar o baixinho em um tanque Abrahams na ponte JFK, em Nova Iorque. Pelo menos, assim, eu não teria que voltar para casa como eu voltei: com um apreço maior por carros baratos e, pior ainda, admitindo que James May estava certo.

Fonte: Top Gear
Tradução: John Flaherty

Anúncios

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 01/04/12, em Matérias traduzidas, News e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 56 Comentários.

  1. Francisco Neto

    Só porque hoje é primeiro de abril?

  2. Eu tava acreditando mesmo que ele tinha vindo ao Brasil, já ia até procurar no Google quando foi isso kkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Nossa, muito bom! Sempre tive curiosidade em saber o que os apresentadores do Top Gear achariam dos carros brasileiros, quem sabem não se animam e fazem um programa aqui.

  4. Fui trollado, antes de clicar na fonte e compartilhar eu pensei que era verdade.

  5. Pobre Clarkson…

    Se ele considerou as ruas de SP esburacadas…

    Eu, que moro em Florianópolis, fui a São Luís visitar a minha sogra.

    Lá sim, as ruas são para lá de esburacadas! Você desvia de um buraco para cair em outros três.

    Clarkson precisa conhecer mais coisas do Brasil, sem dúvidas hehehe

    Mas, apesar de tudo, ri bastante do artigo.

  6. Putz, primeiro de abril!!!!

    Nao dá uahuahauhua

  7. Victor Hugo

    Pora.. Estava acreditando mesmo… kkk mas achoo que nao seria muito diferente se ele realmente tivesse vindo…

  8. Kkkkkkkkkkkkkkkkk, show!!! Se você está lendo o meu comentário, você também foi trolado hehe!!

  9. Conseguiu captar a essência do texto de Clarkson, mas ele elogiar qualquer carro brasileiro forçou a barra legal.

    Happy April fools’ day.

  10. Boa partida, agora só falta vir cá a Portugal testar os mono-volumes que produzimos… 🙂

    • asdutyrsudtjy

      AHAAAH Concordo contigo a 100 %
      xDD

    • João Paulo

      Cara, eu nunca fui à Portugal, embora tenha alguns parentes que morem aí, mas duvido que os mono-volumes produzidos aí sejam piores do que as carroças brasileiras chamadas de “carro popular”, que consideram ar-condicionado e vidro elétrico items de luxo, e muitas vezes chegam a custar o mesmo valor que um carro europeu de segmento superior.

  11. tirando a parte que ele gostou dos 3 Nacionais, dá até para enganar… hehehehe

  12. kkkkkkkk, foi uma das melhores do 1º dia de abril, escreveu lembrando muito o estilo dele

  13. que alivio quando vi q era 1º de abril… Clarkson elogiando nossas carroças seria o fim do mundo, eu perderia todo o meu respeito por ele

  14. SEUS SAFADOSSS, EU JÁ IA CRITICAR O JEREMY POR GOSTAR DO GOL E AI COMEÇAR A BAJULAR VOCÊS POR TEREM TRADUZIDO A VINDA DELE AQUI PARA O BRASIL….

    putz esse texto ae foi foda vei…..igualzinho do jezza , nem desconfiei em nenhum momento,so a parte do gol asuhshusahus, eu pensei carava comecei a gostar menos desse cara hashuasuhashuashuashuashuas

    feliz PRIMEIRO DE ABRIL PRA VCS =D

    safadienhosss

  15. Legal a brincadeira, Gostei!!! HAHAHA

    Valeu!!

  16. HAHAHAHA boa trollada jonas!

  17. Eu ri!!!!!!!

    Boa!!!!

  18. O Sadao já traduziu tantos textos do Jeremy que ficou fácil! =D

  19. muito bom mesmo… ahuahuhahuauhaha

  20. puts cara, nao ahcei que fosse mentira até, até, lê os comentarios, muito bem escrito, tem o mesmo humor do cara velho, parabens mesmo!
    Nesta época de inclusão digital e crianças(que vivem falando em trolagem) aos montes na internet, uma piada bem feita e que mim pegou!
    Foi bom pelo momento que achei que fosse verdade. 🙂

  21. Para ver que é Trollagem era só clicar na fonte! =D

  22. Era perfeito demais para ser verdade xD
    Quem sabe um deles não apareçam por aqui…

    Abs
    Kiko Molinari – Carros Raros BR

  23. Sp uma das maiores cidades do Brasil, nao seria do mundo?
    Tirando isso, esse texto eh fake ou nao?

  24. Achei que era verdade, fiquei surpreso quando ele falou do gol, palio e celta, cai, no 1 de abril, só descobri o golpe pelos comentarios, muito bem escrito, ia sé massa se eles viessem aqui no Brasil

  25. HEhehehhehehhehe

    Percebi que tinha algo errado pq no Aeroporto de Cumbica não tem Omega (Só nos hotéis de luxo)

  26. Parabéns ao autor do texto…cai como um patinho! HSAUAHSUASHUSAHSAUHASU

  27. José Neto

    o texto ficou mesmo parecido com os do Jeremy

  28. Cara eu fui trollado faltando 12 minutos para terminar o dia ¬¬

    Fora isso, capturou a essência e o estilo da escrita do Jezza, meus parabéns para quem produziu o artigo…

  29. Quase caí nessa, fica mais dificil o 1º de Abril porque todo mundo já está algo preparado.

  30. Lindson H.

    Parabéns GAllera… Muito bom tem o tom do Jeremy, se ele lesse isso não ia assinar em baixo… Logo desconfiei quando ele foi passar férias em São Paulo!!!! Ia se sentir em Liverpool pela tom acinzentado!!!!
    Parabéns.. Muito bom!

  31. Muito bom!!!
    Bem crível o texto, fora a parte do GOL!rsrsrsrs

  32. o comico é ler até o final, se empolgar demais e ver que foi trollagem kkkk muito bom 😀

  33. Lucas_Rebouças

    Nossa so lembrei de 1º de abril na metade do texto kkkk fui trolado

  34. Marcos Ricardo

    Hehe, muito bem formulado o texto, digno de um ultra fã de Top Gear, genial! No começo não duvidei que fosse mentira. Na verdade, estou tão incomensuravelmente cansado de estudar Direito Processual Civil que nem percebi que era 1º de Abril! Porém, percebi que não poderia ser verdade pelo fato de “Jeremy Clarkson” não ter comentado sobre o baixo desempenho de nossos carros, o inferior nível de detalhes e a exagerável quase que infinita quantidade de plásticos no interior dos mesmos. Não consegui imaginar Jeremy “se divertindo” nesses carros. Mais uma vez, parabéns pela pegadinha, realmente pareceu um texto do Sr. Clarkson!

  35. Ernani Machado

    JEREMY ESTÁ DANDO AULAS DE PRODUÇÃO LITERÁRIA. MITO BOM O TEXTO, OS COMENTÁRIOS CÔMICOS FICARAM MUITO PERSPICAZES; BEM AO ESTILO “CHATÃO” DO JEREMY MAS QUE TODOS ADORAM. PARABÉNS

  36. Hoje já é 2,eu não tinha acabado de ler ontem…Quase cai na trollagem

    • tiradojr

      Pior eu que fui ler hoje, dia 3… Caí na trollagem bonito kkkkk. Mas o texto ficou muito bem feito, como se fosse uma tradução de um artigo genuíno do topgear.com mesmo! Se não fosse os elogios pelos carros brasileiros…

  37. Lucas Xavier dos Reis

    Eu achei que era de verdade… (okayface.jpg)

  38. CRISTIAN souto

    Impressionante mas realista o gol sem duvida alguma e o melhor carro dentre os escolhidos mas dirigir um carro 1.0 de locadora e comparar com um GTI não tem como.

  39. Ficou muito bom esse texto, eu comecei a suspeitar na parte “E por que o Brasil? Porque o Taiti está cheio de americanos obesos tirando fotos de golfinhos”, ele ja usou essa piada, e geralmente ele nao repete as tiradas que ele faz (dai eu vi a data e chorei de tanto rir com os comentarios que realmente acreditaram ahuhahhu)

    So uma pergunta, tem alguem traduzindo o TG USA atualmente?, pois ja baixei o ep 11 (que eles testam os carros mais perigosos de la), e ate agora nao tem legenda aqui.

  40. Nossa, eu caí.
    Escrito bem no estilo do Orangotango. Mas, que ele seria bem recebido, seria.

  41. Apesar de ter ficado um pouco em dúvida sobre a veracidade do mesmo a partir do antepenúltimo parágrafo, acabei caindo. Ótimo!

  42. Só poder ser porque hoje é 1º de Abril, ahahahaha… o Jezza falando bem do Gol, Celta e Palio? Se fosse verdade, só poderia fazer tais comentários sobre esse trio depois de tomar umas 10 caipirinhas em uma churrascaria de SP, ehhehehehe

  43. Bruno Zen Zortéa

    só me lembrei do ano passado e ja sabia q era pegadinha só pelo titulo

  44. Hoje é 10 de abril e eu caí no 1º de abril. HA-HA!

  1. Pingback: Anônimo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: