Teste: VW Golf GTI MkVI

Large Image (optional)

Com a chegada do Focus RS monopolizando as noites mal-dormidas da maioria dos nossos devotos pelos “hot hatches”, o VW Golf GTI da 6º geração pode ter passado despercebido pelas nossas ruas neste verão. Mas nem tanto assim, por duas razões. A primeira é que ele é muito bom. A outra é que ele foi desenhado de forma que um aficionado pelo RS aprovaria. De maneira que ele poderia tê-lo feito sozinho, através de catálogos por correio e Super Bonder.

Veja mais fotos do Golf GTI

A Volkswagen pegou o já excelente Golf GTI de 6º geração e o melhorou em vários aspectos vitais. O motor é um pouco mais leve, mas gera mais potência com melhor economia. Agora tem um diferencial de escorregamento limitado para aproveitar melhor essa energia extra, e um chassis adaptativo que fica mais confortável, não tão confortável e esportivo ao toque de um botão. O som do escape também é impressionante e com certeza inédito em um hatchback 2.0 alemão.

Até aí tudo bem. Progresso positivo. Mas o novo GTI também foi reestilizado de uma forma que parece privar os modificadores de plantão. Ele tem uma nova grade, faróis e luzes de neblina na frente, saias laterais novas e mais amplas, e escapamentos simétricos na traseira. As rodas também mudaram, agora são na cor preta. Nada disso parece exatamente ruim, mas é tudo um tanto parecido com um primeiro encontro na Nando’s (uma cadeia de restaurantes para jantares informais). No entanto, o dono de um Focus RS come no Chicken Cottage (uma cadeia de restaurante fast-food, algo como o Habib’s).

Preço: £22 mil (R$67.110)
Nota: 09/10

Texto: Matt Master
Fonte: TopGear.com
Tradução: Crizan Soldi

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 20/04/12, em Matérias traduzidas, News e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. bom se custasse aqui R$ : 67 . 110 …

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: