Feliz 40º aniversário, Divisão M da BMW

670x377Image

A “M” celebra seu 40º aniversário este mês.

Não, não é a 12º letra do alfabeto (essa deve ser um pouco mais velha), nem a Judi Dench (e como cavalheiros que somos, não ousaremos comentar sobre o tempo de um tesouro nacional nesta Terra), mas sim a divisão que faz carros da BMW andarem bem rápido.

E com uma seleção estelar de carros de rua colecionando vitórias nas pistas de corridas, é uma boa hora para contarmos a história de vida da M…

670x377Image

BMW 3.0 CSL

No começo, havia isto – o CSL 3.0.

Era um modelo especial de homologação feito pela divisão de corridas da montadora, a BMW M, para que o carro pudesse competir no Campeonato Europeu de Carros de Turismo.

Criada em 1972, a M tinha apenas oito funcionários, e este foi seu projeto inaugural. O CSL era mais leve que o E9 usando aço mais fino para criar a carroceria, sem os adereços cromados e os materias de isolamento acústico, e com portas, capô e tampa do porta-malas feitos de liga, e trocando os vidros laterais por Perspex.

670x377Image

BMW M1

Quando fala-se sobre parcerias entre montadoras, você nunca juntaria Lamborghini e BMW. Mas este é o resultado da colaboração entre as duas firmas – o belo M1.

No fim dos anos 1970, Lambo concordou em trabalhar com a BMW na produção de um carro que pudesse ser homologado para corridas, e ele até hoje é o único BMW de série com motor central.

Ele tinha um seis-cilindros twin-cam de 3.5 litros, que mais tarde seria instalado no 745i sul-africano, no E28 M5 e no E24 M6/M635CSi, que nos leva direitinho para…

670x377Image

BMW M635 CSi

 

…o mais maneiro BMW M da história. Fato. Talvez. Podem discutir entre si.

O esportivo Série 6 “nariz-de-tubarão” na verdade é o segundo BMW mais rápido já feito – ele tinha uma velocidade máxima de 254 km/h e, desde então, todos os carros foram restritos eletronicamente a 250 km/h. O mais rápido é o M1, de onde seu motor veio.

670x377Image

 

BMW M5 (E28)

 

UM FATO LEGAL: os donos americanos do E28 M5 processaram a BMW pela exclusividade do carro. Quando a BMW anunciou o carro, ela afirmou que apenas 500 seriam feitos, mas quando a produção terminou, quase o triplo da quantidade original foi feito. Os reclamantes afirmavam que, apesar de ter um motor twin-cam com 24 válvulas derivado de um M1 e chassi pomposo, o valor de colecionador do carro foi reduzido.

A BMW resolveu tudo dando aos donos um desconto na compra de um BMW novo. Boa.

670x377Image

 

BMW M3 (E30)

Este é o primeiro Série 3 a usar o emblema M, e o que muito provavelmente fará os leitores da Internet a lançar um comentário anônimo num fórum.

O motor é uma espécie de O Melhor da BMW – o bloco tem o layout de um 4-cilindros do M10 (como você encontraria em um 2002) e o cabeçote foi baseado na arquitetura do M1.

Por fora, a carroceria tem 12 painéis exclusivos com as peças aerodinâmicas e os pára-lamas mais alrgos para acomodar rodas maiores. Aparentemente, ele era muito bom. Hammond certamente gostou dele…

670x377Image

BMW M5 (E34)

Esta M5, provavelmente a maneira mais barata para você ter um genuíno carro M, e que foi feito entre 1988 e 1995, tinha um motor S38 seis-cilindros com 315 cavalos, que mias tarde cresceria para um 3.8 e produzindo 339 cavalos.

Além de ter um motor potente, sua suspensão, rodas e carroceria foram reforçados para aguentarem tamanha cavalaria.

670x377Image

BMW M3 (E36)

Este foi o “difícil segundo álbum” da BMW, a arriscada “sequência”; o Poderoso Chefão II que veio após o M3 E30. E era bem diferente do original. De fato, a própria BMW diz que o M3 E36 “foi o fim de uma era para um carro esportivo intransigente que foi trabalhado consistentemente para ser competitivo nas corridas”. Agora ela queria um bruto sofisticado e elegante.

A primeira iteração apresentou um 3.0 seis-em-linha – tradição da BMW – que produzia 290 cavalos e levava 6 segundo para chegar aos 96 km/h. Ele tinha o eixo traseiro do Z1, barras estabilizadoras e amortecedores mais duros e, claro, esses retrovisores fabulosos (e desejados).

Uma nova versão apareceu em 1995, contendo novas rodas, uma entrada de ar preta, e setas brancas. Ah, e um 3.2 seis-em-linha de 325 cavalos. Não tão bom quanto o original, mas ainda era um foguetinho.

670x377Image

BMW 850 CSi

OK, este tecnicamente não tem um emblema M, mas espiritualmente, o 850 CSi tem a divisão Motorsport no sangue.

Foi baseado no protótipo M8 – feito para ser um matador de Ferrari, mas que nunca foi produzido – e usou uma versão tunada do motor do 850i. Sua capacidade aumentou para 5.6 litros (e a potência para 380 cavalos), tinha suspensão modificada, pára-choques aerodinâmicos, rodas mais largas, um câmbio manual de 6 marchas e quatro rodas esterçantes. Obviamente, as versões de produção não beneficiaram-se das pinturas excêntricas, como esta, cortesia de David Hockney.

670x377Image

BMW Z3 M Coupé

Ao invés de receber peças próprias, o Z3 apimentado pegou partes do baú da divisão M. Tem o motor de um M3. Tem mostradores extras no console central, uma manopla de câmbio iluminado (classudo), mais algum acabamento cromado adicional na cabine, rodas grandes e descoladas e pára-choques assustadores. Queremos um no formato “cupê breadvan”, porfavorobrigado.

670x377Image

BMW M5 (E39)

Feito durante a era de “selvageria conservadora” da BMW, esta versão da M5 viveu entre 1998 e 2003. E até hoje, ainda é um carro realmente potente. SÉRIO.

Na época, seu V8 de 5 litros era o mais potente motor de série já feito pela BMW, com 405 cavalos e muito, muito torque. A corrida de 0 a 90 km/h levava apenas 4.9 segundos – QUATRO-PONTO-NOVE em um sedã familiar – enquanto a velocidade máxima era limitada a 250 km/h. A esta altura nós diríamos, “desative o limitador e você alcançará”… uma velocidade permitida apenas numa Autobahn.

670x377Image

BMW M3 (E46)

Apresentado em outubro de 2000, o E46 tinha um superrápido motor 3.2 S54 ajustado pela divisão M. Na época, era o motor naturalmente aspirado mais potente da BMW (tirando aquele feito para o McLaren F1) e produzia 348 cavalos e 37.19 mkgf de torque. Estava disponível apenas em versões cupê e conversível. O que é bom.

Igualmente boa é a versão CSL, mostrada acima. Fãs mais ardorosos do Top Gear – aqueles que não perdem um episódio reprisado – com certeza lembrarão que ele fez o Jeremy perder um pouco a calma. Ou seja, ele gostou muitíssimo dele.

670x377Image

BMW M5 (E60)

 

Magnífico. Imperfeito, mas magnífico. Com este, o quarto BMW M5, a Divisão pirou um pouco. Saiu o V8 5.0, entrou um V10 5.0 e muitos cavalos e muito torque. 514 cavalos e 53.09 mkgf, para ser exato.

20.548 compradores provaram do veneno M: 0 a 100 km/h levava 4.7 segundos e este sedã de quatro portas chegava a 330 km/h. A suspensão era um tanto firme demais e o câmbio era meio desajeitado na cidade, mas fora isso, era simplesmente magnífico. Lembre-se, Jeremy disse que este foi um dos melhores carros ele que já dirigiu…

670x377Image

 

BMW M6 (E63)

Tome cuidado com este carro. Sim, ele tem uma carroceria que pode causar reações espontâneas ao seu estômago. E não de uma maneira boa. Mas por baixo dessas curvas polêmicas bate o coração de um demônio. Um V10 5.0 com 514 cavalos – como o da antiga M5 – permite que este gigante acelere de 0 a 100 km/h em 4.8 segundos e até uma velocidade máxima de mais de 320 km/h (sem o limitador). Tenha medo. Tenha muito medo.

670x377Image

BMW Z4 M Coupé

Uma lenda moderna. Uma lenda moderna com um motor 3.2 seis-em-linha tirado do M3 E46. São 344 cavalos e 0 a 100 km/h em 5 segundos. Esse cão de ataque raivoso irá literalmente bater a cabeça no limitador nos 250 km/h, se ele não acertar a cabeça em outra coisa antes: é muito duro, muito rápido, não perdoa nada, e é simplesmente maravilhoso. É a divisão M em sua melhor forma. Compre um. Agora.

670x377Image

BMW M3 (E90)

No mundo Top Gear, há um provérbio velado que todos utilizam: Mais É Melhor. Então, a BMW aderiu-se a um rígido código de honra Top Gear quando lançou a quarta geração do BMW M3: ele tinha um enorme V8.

Designado E90, o novo cupê tinha um 8-cilindros 4.0 totalmente novo que produzia 405 cavalos, e podia acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 4.8 segundos. Se os dois antigos M3 distanciaram-se do entusiasmo contagiante e peso-leve, este apontou uma espingarda nele.

Apesar de ser um pouco mais manso que o seis-cilindros que ele substituiu, ele ainda oferece muita coisa para quem gosta de mandar ver na pista ou na ida às compras. E a BMW corrigiu a parte “mansa” ao revelar a edição limitada GTS (acima). Ainda mais selvagem, ainda mais laranja.

670x377Image

BMW X5 M/X6 M

Puxa vida. Uma tentativa de aplicar a fórmula M ao X5 e ao X6 resultou nos dois piores modelos M até hoje. Sim, ambos são excessivamente potentes e sim, ambos têm quatro ponteiras de escapamento. Mas não diremos mais nada a respeito.

670x377Image

BMW Série 1 M Coupé

“No 1M, a jornada é o destino. Soa crasso, então vamos botar dessa maneira: o presente é um momento passageiro; depois disso, tudo são memórias. Dias após ter dirigido o BMW, ainda podia lembrar da maneira exata como ele atacava certas curvas, como ele passava por superfícies irregulares, trechos inteiros de um passeio de manhã ainda estavam nítidos na minha cabeça…”

Palavras do Top Gear. Você quer ter um.

670x377Image

BMW M5 (F10)

Daremos um veredito bem simples, fácil de digerir e perfeito para a Internet sobre a nova BMW M5. Ela é excelente. Pronto.

Em suma, é mais um digno membro para os anais da Divisão M. O que é Algo Muito Bom.

Fonte: TopGear.com

Anúncios

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 18/05/12, em Matérias traduzidas, News e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Herzlichen Glückwunsch BMW Motorsport
    Por essas e outras que amo a BMW e as outras fabricantes Alemães.

  2. Sem ser insolente, mas já sendo. Há alguma perspectiva de novos (antigos) capítulos de top gear serem traduzidos?
    Obrigado eterno a toda equipe.

  3. Lucas Xavier dos Reis

    O meu carro preferido, de todos, é a M3 E46.

  4. Gente achos que vcs são meios burros sem ofender pois vcs acham que esses textos que vcs publicam traz visualizações?????????????Vcs estão esperando a temporada de 2013 do TG U.K para fazer alguma tradução????Se for assim cada vez vai piorar a situação desse blog,pois assim está indo do mal ao pior pois quem acessa esse blog n acesso para ficar lendo esses textos chatos e cansativos.Eu por exemplo faz quase um més que n acesso esse blog pois eu sei que n vai ter nd de interessante.Espero que vcs comecem a fazer a tradução das outras temporadas.

    • Você não lê, mais eu leio. E aposto que mais outras pessoas também leem e gostam muito desse tipo de artigo. Eles também não são obrigados a traduzir os episódios, e o que temos aqui é uma dádiva, uma boa vontade sem tamanho, em traduzir episódios e artigos para nós. Respeito seu ponto de vista, mais tal crítica é totalmente sem nexo e desnecessário. Espero que a equipe do site, não desanime, e saiba que há milhares de fãs que adoram o seu trabalho.

    • Continuem nos brindando com ótimos textos e vez ou outra legendas! Obrigado!

    • Lucas Xavier dos Reis

      Eu também leio essas postagens. umad, mate?

  5. Cristiano

    Saudades do programa, coloquem aí comentários do novo 118i. Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: