NASCAR ao pó tornará. Em termos.

truck_angle2

Se você compartilha a opinião do Jeremy Clarkson – que a NASCAR é um esporte enfadonho que atrai caipiras entusiastas da prática do incesto – pare de ler aqui.

Se você compartilha a opinião de Richard Hammond – que a NASCAR é um esporte brilhante, emocionante e que a Fórmula 1 poderia aprender muito com ela em termos de entretenimento e competitividade – continue lendo.

Não espere por uma aula sobre a NASCAR, pois o Hamster já explicou todo o fascínio que torna a NASCAR um dos esportes mais populares da América, com corridas que envolvem 43 carros dando volta após volta em imensos coliseus de cimento, num grande espetáculo de gasolina, borracha e cerveja. E acidentes. E brigas. E churrasco.

Mas a NASCAR teve um começo mais humilde, em pistas de terra batida, com corridas organizadas por contrabandistas de moonshine. E em 2013, a NASCAR que era pó, ao pó tornará. Em termos. Porque não veremos Jimmie Johnson dominando uma corrida em alguma fazenda do meio-oeste americano, ou Jeff Gordon querendo ver se a cabeça de um piloto rival explode se for batida contra um carvalho, em seus Fords, Toyotas e Chevys.

Não. Em 24 de Julho de 2013, veremos as estrelas da NASCAR Camping World Truck Series – o equivalente à nossa Copa Chevrolet Montana, só que maior e melhor – sujando seus pneus na Eldora Speedway, um circuito oval que, ao contrário da enorme maioria dos circuitos ovais americanos, manteve algo que a NASCAR deixou de lado em 30 de Setembro de 1970: uma pista totalmente feita de barro.

A pista de Eldora não é estranha à competições. Além de competições com os chamados Sprint Cars, ela também é o palco para o “Prelude to the Dream”, onde várias estrelas da NASCAR competem em carros próprios para esta pista, e para angariar fundos para diversas obras de caridade.

O dono da pista e piloto da Stewart-Haas Racing, Tony “Smoke” Stewart, não revelou maiores detalhes sobre a corrida, como quantidade ou necessidade de pit-stops e coisas do tipo, mas os fiscais da NASCAR afirmaram que a pista não precisaria das barreiras SAFER – uma espécie de “colchão” que absorve bastante energia no caso de uma batida – mas os acessos à área dos boxes precisariam de reformas.

As picapes também não precisarão de maiores mudanças, além da remoção do splitter frontal, para evitar que elas virem escavadeiras V8. E, claro, pneus com sulcos. E talvez o tema de “Os Gatões”.

Se vocês acham que é impossível para uma picape da Camping World andar numa pista de barro sem cavar um buraco para chamar de seu toda vez que o Nelsinho Piquet sequer pensar em pisar no acelerador ou sem rodar feito um pião, acertar o muro do circuito e for parar no Canadá ou México antes de parar de girar, veja este vídeo do “Smoke” Stewart levando uma picape da Camping World para umas voltas com muitos powerslides em Eldora.

Será que a moda pode pegar na Stock Car V8 em breve?

Sobre johnflaherty

Meu nome é Sadao H. Konno, mas sou mais conhecido como "John Flaherty". Por quê? Porque sim, uai! Desde criança, eu gosto de carros, tanto que minha lembrança mais antiga dessa época é de uma capa da antiga Audi Magazine. Nunca fui muito de ler os grandes clássicos da literatura, mas o que me salvou foram as revistas especializadas em carros. Mais precisamente, a QUATRO RODAS, a MOTOR SHOW e, recentemente, a AUTO ESPORTE. Acho que foi em 2009 que descobri o Top Gear, e desde então, virei um grande fã da trupe formada pelo Jezza, Hamster, Capitão Lerdo e Stig. Em 2010, inspirado por uma amiga da faculdade, decidi começar a legendar vídeos do Top Gear e postá-los no YouTube. Infelizmente, minha conta foi bloqueada pela BBC, mas agora, ofereço suporte ao blog Top Gear BR.

Publicado em 03/12/12, em Equipe TGBR, News e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. germaniobr

    Outra coisa que até onde sei mudará na Nascar em 2013 é que os carros das categorias principais não serão mais chassis + bolha de fibra. Voltarão à ser os mesmos carros de ruas que foram até creio eu o final dos anos 80/90.
    Ate 2012, ao assistir uma corrida de Nascar, um Mustang parecia um Corolla que parecia um Challenger que parecia um Impala… todas as bolhas iguais, com sutis diferenças.

    Será bom ver novamente carros de rua em pegas no asfalto!

    • Na verdade eles continuaram sendo bolhas.
      Porém agora não serão uma bolha só e “maquiada” conforme a marca que usa.
      Agora cada carro terá um aspecto mais realista, o Fusion vai parecer com um Fusion, o Camaro com um Camaro e assim por diante.
      Os faróis, grades e tal ainda serão adesivos, mas os carros vão se parecer com, bem… Carros.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: